Moving Motivators e o Re-significado do Motivador Liberdade

Moving Motivators e o Re-significado do Motivador Liberdade

Umas das tendencias atuais é falar de motivação, frequentemente encontramos organizações preocupadas em manter seus colaboradores motivados e claro produzindo cada vez mais. Existem várias formas de se motivar pessoas e quando estamos falando do coletivo, a coisa é um pouco mais complexa do que imaginamos.

Para tanto as organizações tem investido em ambientes mais colaborativos, com áreas de “descompressão”. Procuram criar eventos para comemorar pequenas conquistas, estimulam alimentação saudável e promovem ou incentivam a prática de esportes. Bom todas essas questões estão muito ligadas a motivação extrínseca e não necessariamente as motivações intrínsecas.

Motivação intrínseca e extrínseca

O que é motivação intrínseca? Segundo Jurgen, isso é definido como o desejo inato das pessoas de fazer o bem e ter uma ânsia de autocontrole e auto-direção na realização de objetivos. Motivação intrínseca bem sucedida é o resultado da satisfação de desejos básicos.

O que é motivação extrínseca? Recompensas externas, como pagamentos, bônus ou promoções.

Dentro dos nossos treinamentos, buscamos mostrar como as motivações podem ser trabalhadas, para tanto abordamos alguns assuntos e conceitos. Buscamos falar sobre o conflito de gerações, passando pela visão dos baby boomers, geração x e millenais. Um outro momento, falamos sobre a Motivação 3.0, trabalho do Daniel Pink, onde focamos nos conceitos de Maestria, Autonomia e Propósito. Tratamos também dos conceitos de origem e contexto das pessoas, formação etc. Como ultimo tópico fazemos um teste DISC, bem simples pra identificar os perfis das pessoas e mostramos num quadro o percentual de Dominantes, Influenciadores, Conformistas e Estáveis.

Isso tudo serve para preparar para a apresentação do Moving Motivators.

Jogando o Moving Motivators

Começamos fornecendo um conjunto de cards para cada membro do treinamento. Em seguida pedimos para que eles ordenem os motivadores mais importantes para eles e coloque me ordem, da esquerda (mais importante) para a direita (menos importante). Aqui sempre há uma grande dúvida sobre quais são mais importantes para cara um, gastamos um tempo atualizando os contextos de cada card e ajudando a realizar a priorização.

Moving Motivators ordenados da esquerda pra direita

Segundo momento, apresentamos os três primeiros e os três últimos motivadores. A ideia aqui é discutir sobre a importância dos motivadores principais e aqueles que tem menos importância para determinada pessoa, naturalmente são feitos alguns paralelos com o perfil do DISC, ou mesmo uma contextualização com a geração ao qual o participante faz parte.

No final, temos um tempo para que cada um faça um reflexão sobre o que foi apresentado. Esse momento é bem interessante porquê os participantes tem um tempo para entender como os motivos que levaram outro participante a priorizar um motivador em relação a outro, tem a ver com a sua própria forma de ordenar os motivadores.

Re-significando o Motivador Liberdade

Em uma das turmas que aplicamos o moving motivators, encontramos um participante que colocou o motivador Liberdade como o primeiro na sua ordem, até ai tudo bem, mas ele trouxe uma outra visão do que a liberdade representava pra ele. Apesar do reconhecimento, do poder, e do status terem bastante influencia nesse participantes, muitas coisas que ele citou ser traduziam ou focavam em liberdade.

Liberdade : sou independente dos outros com meu trabalho e minhas responsabilidades.

Ate então trabalhávamos o motivador liberdade alinhado muito a liberdade de executar suas tarefas, liberdade de horário para fazer suas coisas, liberdade para propor coisas novas e experimentar. Mas esse participante nos colocou um ponto de vista bem interessante, ele utilizava os outros motivadores para conseguir ter Liberdade no sentindo literal da palavra, pegar sua moto, sair por ai, trabalhar de onde quiser e ter a liberdade de escolha sobre vários aspetos da vida. Apesar de bem simples essa visão mudou e expandiu nossa percepção sobre o que o motivador de liberdade nos trazia. Acabou que várias pessoas da turma, re ordenaram seus motivadores e a liberdade acabou ganhando umas posições a mais na ordem de importância.

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *