Aplicando o Feedback Wrap

Aplicando o Feedback Wrap

Uma das coisas mais difíceis que encontramos nos times que trabalhamos, foi criar a cultura do feedback. Talvez por que é comum nos times de TI que atuamos, encontrarmos pessoas que não estão acostumadas a receber e oferecer um feedback simples, puro e livre de ressentimentos passados.

Outro aspectos comum que encontramos nesses times é que o feedback acontece normalmente atrelado a uma avaliação: seja uma avaliação semestral, anual ou de desempenho. Muitas vezes tais ações, só acontecem quando temos uma consultoria externa que depara-se com um cenário de falta de colaboração, entrosamento e claro, feedback.

Pensando nisso resolvemos ofertar o feedback wrap execise em nossos treinamentos de Management 3.0. O tópico já estava presente, mas era abordado conceitualmente, mostrando um vídeo do Jurgen ressaltando os 5 passos.

Decidimos então trazer para nossas turmas e esse post conta justamente o aprendizado que tivemos na aplicação desse jogo. Nosso primeiro desafio veio justamente de ter o jogo traduzido, até então, o mesmo estava disponível somente em inglês. Nosso CEO, Ricardo Polito e facilitador de Management 3.0 encabeçou essa tarefa, realizando a tradução inicial do jogo para português e uso na nossa turma.

Condução da Dinâmica

Começamos explicando o Feedback Wrap como técnica, exemplificando os 5 passos, ressaltando como cada passo deve ser conduzido. Utilizamos o exemplo de um feedback para um Scrum Master sobre seu papel e o como ele deveria incentivar o time a ser proativo na escolha de suas tarefas na reunião de planning. Bom a idéia era ilustrar um passo a passo de como efetuar o feedback wrap.

O próximo passo foi distribuir os cartões para as duplas formadas entre os integrantes do grupo. Para cada dupla foi repassado dois cards, situação A e situação B, que exemplificam a forma como cada um se sentia em relação a situação apresentada. Eles leram os cards em dupla e estruturaram o feedback wrap, seguindo os passos.

Exemplo do card de situação A

Em seguida, fizemos uma pequena apresentação do feedback, onde o primeiro participante, relata a situação A e descreve o contexto para que os membros da turma vejam qual a situação. Ele elenca suas observações, presentes no cartão da Situação A que ele recebeu. O próximo passo é expressar seus sentimentos em relação ao ocorrido, explicar o valor que tal situação tenha, seja por ter ocorrido ou não ter. Por fim e não menos importante é oferecido um sugestão para a situação em questão.

A primeira dupla precisou de uma ajudinha dos slides pra não se perder nos 5 passos.

…a segunda dupla, levou uma cola da ensaio, mas no fim deu tudo certo.

…a terceira dupla, acrescentou um pouco da irreverência e fez bonito.

Ao final da dinâmica, apresentamos o vídeo do Jugen Appelo, falando do feedback wrap, para reforçar os passos e o aprendizado seguidos pelas duplas.

Aprendizados

Entre os aprendizados que obtivemos nessa aplicação estão:

Visualizar que o feedback, pode ser tanto positivo quando negativo;

Experimentar que situações guiadas de aprendizado, como as ilustradas no jogo, permitem vivenciar bem a dinâmica e com isso facilitar o entendimento;

Contextualizar as situações A e B antes da inicio da dinâmica e permitir as duplas elaborarem um pequeno roteiro, facilitou a aplicação do FeedBack Wrap.

Conseguimos ver que a aplicação da dinâmica, ao invés de somente ilustra-la com um vídeo explicativo ganhou expressividade entre os alunos e foi pontuado com uma das partes interessantes do treinamento por meio do nosso Happiness Door, mas esse é assunto para outro post…

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *